Comitê apresenta palestra sobre Segurança Hídrica em reunião do Fórum Fluminense

Na última terça-feira (22), o diretor secretário do Comitê Baixo Paraíba do Sul e Itabapoana (CBH-BPSI), João Gomes de Siqueira, fez uma apresentação sobre Segurança Hídrica na 11ª Assembleia Geral Extraordinária do Fórum Fluminense de Comitês de Bacia Hidrográfica (FFCBH). Durante a exposição feita por videoconferência, o diretor falou da relação entre Monitoramento e Segurança Hídrica detalhando inicialmente o funcionamento do projeto mais importante do Comitê Baixo Paraíba do Sul e Itabapoana que é a Sala de Monitoramento. De acordo com João, “o projeto combina ações de Monitoramento e de gestão pois vem a subsidiar as ações desenvolvidas em toda área da Região Hidrográfica IX (RH-IX)”. Ele ainda demonstrou como o monitoramento é feito, considerando as peculiaridades de cada mesorregião ou subdivisões do território, e ressaltou como exemplo a Lagoa Feia.

Em outro momento, João falou sobre o Sistema de Informações Geográficas e Ambientais da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul – SIGA CEIVAP, que tem como objetivo principal auxiliar a tomada de decisão no processo de gestão da Bacia do Rio Paraíba do Sul. A apresentação, neste trecho, teve como foco a Sala de Situação do SIGA CEIVAP, ferramenta do site http://sigaceivap.org.br/salaDeSituacao que permite acompanhar a vazão e nível dos reservatórios e dos 21 pontos de monitoramento da Bacia do Rio Paraíba do Sul na medida em que os dados são publicados pela Agência Nacional de Águas e Saneamento. Com dados da Sala de Situação, João demonstrou como os pontos monitorados se comportam ao longo do ano, seja em período de cheias, seja na estiagem.

Logo depois foi abordado sobre a crise hídrica de 2015 e os eventos críticos registrados pelas ferramentas de monitoramento como, por exemplo, a Intrusão Salina no Rio Paraíba do Sul. João ressaltou como a sazonalidade anual causa insegurança hídrica e relacionou com os eventos críticos de escassez e de inundações.

Por fim, o diretor secretário do CBH BPSI falou do Grupo de Trabalho Permanente de Acompanhamento da Operação Hidráulica na Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul (GTAOH). Trata-se de uma instância do Comitê de Integração da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul (Ceivap), que tem, entre outras atribuições, a competência de antecipar e analisar situações de conflito envolvendo a operação hidráulica dos reservatórios e os usos múltiplos da água e propor soluções alternativas visando o atendimento dos requisitos quantitativos de água nas bacias. Ele encerrou a apresentação trazendo para o debate a questão sobre o que ocasionou o fechamento da foz em 2019/2020.

O Coordenador Geral do FFCBH, José Arimathéa Oliveira, parabenizou a apresentação, relatou ser de extrema importância para todo o Fórum Fluminense ter clareza sobre os assuntos tratados pois os mesmos impactam diretamente todos os comitês. Arimathéa acrescentou ainda que “este tipo de apresentação nos deixa cada vez mais comprometidos com o papel na produção de água, conservação de solo e mananciais. Além de entender a bacia como um todo, traz à luz da prática todo o discurso teórico visto nos livros”.

A diretora do Comitê Médio Paraíba do Sul, Vera Lúcia Teixeira, também elogiou a apresentação e falou que seria importante que outros comitês também pudessem assisti-la.

A diretora administrativa do Comitê Piabanha, Rafaela Facchetti, afirmou ter ficado impressionada com a apresentação e que gostaria que João a realizasse novamente para o Comitê Piabanha. Ela disse ainda que “a apresentação traz mais consciência sobre o assunto, sobretudo para os Comitês Piabanha e Dois Rios que possuem bacias que necessitam da produção de água do Rio Paraíba do Sul.

A palestra pode ser conferida na íntegra no Canal do Fórum Fluminense de Comitês de Bacias Hidrográficas no Youtube disponível no link https://youtu.be/SBuR5NDsXC8.

Já o site da Sala de Monitoramento do CBH-BPSI está disponível no link http://www.salademonitoramento.cbhbaixoparaiba.org.br/

Compartilhe com seus amigos